in

Flamengo x Athletico-PR: Globo esquece problemas e escala Galvão Bueno na Supercopa

Reprodução Globo
Publicidade

Flamengo e Athletico-PR definem quem será o primeiro time campeão em 2020. Domingo (16), às 11h (Horário de Brasília), no Estádio Nacional Mané Garrincha, no Distrito Federal, as duas equipes decidem o título da Supercopa do Brasil.

A Confederação Brasileira do Futebol (CBF) trouxe de volta o torneio que coloca frente a frente os campeões do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil do ano anterior. Os rubro-negros duelam pela taça.

O Flamengo conquistou o Brasileirão sobras sobre os adversários, mas caiu nas quartas de final da Copa do Brasil ao perder, justamente, para o Athletico-PR. Agora, Mengão e Furacão se encontram novamente.

Publicidade

Galvão Bueno narra decisão na Globo

Sem acordo com o Flamengo no Campeonato Carioca, a Globo exibe com exclusividade na TV aberta o jogo da Supercopa do Brasil. A emissora vai alterar sua programação para acomodar a partida de Flamengo e Athletico-PR. Coincidentemente, a Globo também teve problemas com o Furacão no Paraná.

Publicidade

A emissora demonstra não ter ressentimentos e escala seu principal narrador. Galvão Bueno vai comandar a transmissão do jogo entre os rubro-negros. 

Galvão ficou fora da final da Copa Libertadores

Galvão estava escalado para narrar a final da Copa Libertadores da América, viajou até o Peru, mas passou mal. Ele teve um infarto e foi encaminhado às pressas para o hospital. A Globo tirou o narrador da transmissão da final, que aconteceria dois dias depois. Coube a Luís Roberto narrar o título do Flamengo depois de 38 anos de espera da torcida no torneio continental.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Palmeiras: Luxemburgo quer reforços em 3 posições para disputa da Libertadores

Goleiro Bruno não é esquecido pela torcida do Flamengo, mesmo após ser condenado e preso