in

Fluminense manda recado à Fifa por Nenê e faz pedido surpreendente

Divulgação Fluminense
Publicidade

Aos 38 anos, Nenê tem vivido um grande momento no time do Fluminense. O jogador está muito importante neste começo de temporada e uma das principais peças da equipe comandada por Odair Hellmann.

Muitos analistas e torcedores dizem que não será possível Nenê e Paulo Henrique Ganso jogarem juntos. Se isso realmente acontecer, Ganso ficará no banco de reservas quando voltar ao time.

Publicidade

O vovô Nenê, como é chamado pelos jogadores mais jovens do clube, tem dados passes e marcados gols importantes neste começo de 2020.

Nenê marca golaço contra o Botafogo

Pela última rodada da primeira fase da Taça Guanabara, o Fluminense não tomou conhecimento do arquirrival Botafogo e goleou por 3 a 0. Os três gols foram marcados no primeiro tempo.

Publicidade

O primeiro deles, de Nenê, foi um golaço marcado aos nove minutos do primeiro tempo. O meio-campista acertou um difícil chute de primeira, sem chances para o goleiro Gatito Fernández. A bola atingiu velocidade de 104 quilômetros por hora.

Fluminense faz lobby por gol de Nenê no Puskás

No Twitter, o Fluminense publicou um vídeo e iniciou campanha para o gol de Nenê concorrer ao Prêmio Puskás. “Alô, FIFA! É bom vocês arrumarem espaço pro voleio do Nene no Prêmio Puskás, hein?”, escreveu o perfil oficial do clube.

“Pô, Fifa, vamos lá, eu quero entrar nessa disputa aí”, diz Nenê, em um vídeo de poucos segundos. Os torcedores do Fluminense começaram a usar a hashtag #NeneNoPuskás no microblog. Nenê tem vivido um grande momento e quer coroar isso com título.

Na quarta-feira, o Fluminense encara o Flamengo pelas semifinais da Taça Guanabara. Quem se classificar à final, enfrenta Boa Vista ou Volta Redonda na decisão do primeiro turno do Campeonato Carioca.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Flamengo, em guerra com a Globo, terá jogo decisivo exibido ao vivo

Brasileiro e um não para Messi: ‘não existe só o Barça’