in

Jorge Jesus critica decisão da CBF publicamente, e duro castigo pode estar caminho

Divulgação Flamengo
Publicidade

Jorge Jesus é, hoje, o treinador mais importante do futebol brasileiro. Português de nascimento, ele está no Brasil desde junho do ano passado.

Em pouco tempo, conquistou a torcida do Flamengo por um motivo simples: ganhou taças. Com Jesus no comando, o Flamengo venceu a Copa Libertadores da América depois de 38 anos.

No Campeonato Brasileiro, a equipe sobrou e conquistou o título com uma vantagem impressionante sobre o vice-campeão, Santos.

Publicidade

Jorge Jesus critica CBF

O treinador português concedeu entrevista coletiva ao lado do treinador do Athletico-PR, Dorival Júnior, e dos jogadores Diego Ribas e Wellington, durante esta semana, para falar sobre a Supercopa do Brasil.

Publicidade

O torneio, que será disputado pela primeira vez este ano, marca o encontro entre o campeão brasileiro e o campeão da Copa do Brasil. 

“Será a primeira vez dessa Supercopa. Na Europa valorizamos muito essa competição, esse é também lá o primeiro troféu que as equipes disputam. Quero dar os parabéns à CBF pela realização. Só não sei porque é às 11 horas…”, criticou o Mister, incomodado com o horário do jogo.

Jornalista afirma que nome de Jesus será vetado na CBF

Para o jornalista Cosme Rímoli, do portal R7, ao criticar a CBF, Jorge Jesus torna-se pessoa no grata na entidade. Isso inviabilizaria uma possível chegada do treinador à seleção brasileira.

Jesus foi apontado, no ano passado, como nome forte para chegar à seleção, quando Tite Sair. Segundo Rímoli, as chances são nulas. O jornalista diz que o presidente da entidade, Rogério Caboclo, não gosta de críticas.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

O mundo do esporte se revolta com Rodrigo Bocardi, após comentário ao vivo

Corinthians recebe ‘não’ de sul-americano pela oferta a medalhão na casa dos R$ 22 milhões