in

São Paulo: torcida do Palmeiras comemora presença de Arboleda em campo no clássico

Instagram Billy Arce / Divulgação São Paulo
Publicidade

Palmeiras e São Paulo se enfrentam na Arena da Fonte, em Araraquara, na tarde deste domingo (26). Um dos personagens centrais do Choque-Rei válido pela segunda rodada do Campeonato Paulista foi o zagueiro Arboleda.

Nas férias, Arboleda posou para foto ao lado de um amigo com a camisa do Palmeiras. A imagem foi postada nas redes sociais e causou uma grande confusão.

Muitos são-paulinos, inclusive aqueles que idolatravam Arboleda no ano passado, pediram a cabeça do zagueiro equatoriano. Vestir a camisa de um time rival é muito ofensivo.

Publicidade

Arboleda foi alvo da torcida do Palmeiras

Depois de ser alvo da fúria de parte da torcida do São Paulo na estreia do Paulistão, quarta-feira, no Morumbi, contra o Água Santa, foi a vez de o zagueiro ser ironizado pelos torcedores palmeirenses.

Publicidade

Quando o jogador tocou na bola pela primeira vez ele foi aplaudido pelos palmeirenses. Logo depois, ele errou um passe e a torcida não poupou. “Aha, uhu, o Arboleda é nosso”, cantaram os alviverdes.

Torcida do São Paulo queria a demissão de Arboleda

A torcida do São Paulo, que sempre idolatrou Arboleda, queria que o jogador fosse demitido do clube. O caso só não teve repercussão maior porque aconteceu na mesma época em que o goleiro Jean foi preso nos Estados Unidos por agredir a esposa.

O São Paulo emitiu nota separando os casos e dando maior ênfase à situação de Jean. Diego Lugano, executivo de futebol do clube, bancou a permanência de Arboleda, mas repreendeu o equatoriano publicamente pelo fato de ele vestir a camisa de um rival.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Flamengo: ídolo não aceita comparação com Gabigol e rebaixa atacante

Vídeo mostra helicóptero de Kobe Bryant, após explosão; ídolo do basquete morreu