in

Flamengo dispensa 5 jogadores que escaparam do incêndio no Ninho do Urubu e causa polêmica

Divulgação Flamengo
Publicidade

O incêndio que atingiu o Ninho do Urubu em fevereiro do ano passado causou a morte de 10 garotos e três ficaram feridos. No total, haviam 26 jogadores da base do clube no local do acidente.

Nesta quarta-feira (15), o site Globo Esporte publicou reportagem informando que cinco dos jogadores que estavam no dia do incêndio foram dispensados pelo Flamengo.

Publicidade

O clube optou por não renovar os contratos dos jogadores, que estão livres para procurarem outra equipe. A decisão é considerada polêmica.

Cinco jogadores são dispensados pelo Flamengo

O meia Felipe Cardoso, de 16 anos, havia chegado ao Flamengo em janeiro de 2019. No mês seguinte, houve o incêndio no Ninho do Urubu. Ele chegou a ajudar companheiros a fugir das chamas. Ele é um dos dispensados.

Publicidade

A lista tem ainda o atacante Wendel Alves, de 15 anos. Ele também chegou dias antes do incêndio. No dia, o jovem quebrou uma janela para ajudar os colegas a fugir do incêndio.

João Victor Gasparin, lateral-direito de 15 anos, também foi dispensado. No dia do incêndio, ele pensou que os amigos estavam brincando. A lista é completada pelo zagueiro Naydjel Calleb, de 15 anos, e Caike Duarte Pereira da Silva, conhecido como Paquetá por causa da semelhança física com o jogador que foi vendido ao futebol italiano.

Flamengo recebe criticas

Quem digitar Flamengo e Ninho do Urubu na busca do Twitter vai encontrar alguns torcedores de time rivais criticando a diretoria do Flamengo pela dispensa dos jovens que quase morreram no incêndio no Ninho do Urubu. A atitude ainda deve repercutir bastante nas próximas horas nas redes sociais.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Mercado da Bola: Palmeiras pode contratar atacante revelação da Copa São Paulo

Barcelona quer jóia do sub-17 do Brasil junto de Messi