in

Crise sem fim: ex-diretor do Cruzeiro revela dívida de R$ 1 bilhão

Veja
Publicidade

O Cruzeiro está passando por um dos momentos mais delicados de sua carreira. Depois de todos os problemas em campo e de uma verdadeira crise financeira sem precedentes, o time mineiro viu o esvaziamento de pessoas para ajudar nesta situação difícil.

Um destes que “pulou do barco” foi Vittorio Medioli, que saiu da diretoria-executiva do clube, mas explicou o motivo de ter deixado o Cruzeiro num momento delicado.

Publicidade

Nas redes sociais, o atual prefeito da cidade de Betim falou sobre o time ter se tornado um “cabide de emprego” e acumulado uma dívida que ultrapassa R$ 1 bilhão se somados os prejuízos com a renegociação do Profut.

Ex-diretor dá detalhes da dívida do Cruzeiro

De acordo com ele, a situação do time é um grande problema, onde existem dívidas e mais dívidas surgindo todos os dias. Segundo Medioli, o Profut não é pago há três anos e é preciso R$ 200 milhões para que o programa de recuperação fiscal seja pago.

Publicidade

Portanto, a cifra negativa da Raposa deve ultrapassar os seis dígitos. No comunicado do político, ele falou sobre o comportamento dos jogadores e criticou a falta de profissionalismo, onde indicou noitadas e consumo de álcool de maneira desregulada.

Ex-diretor do Cruzeiro fala em ‘trambique’ no clube

Ele ainda criticou a falta de análise de sangue, de acompanhamento de um nutricionista e de um sistema que garantisse o trabalho dos jogadores no nível máximo.

O antigo dirigente revelo que não existia uma preocupação em cuidar do time ou dos atletas, mas que “tem dirigente que vai na gandaia com o atleta. É caso de polícia”, disse afirmando que existe trambique para ganhar dinheiro com o clube.

Por fim, ele pontuou que o time tem que ser despoluído e reconstruído.

Publicidade
Avatar

Escrito por I Feitosa

Escrevo sobre TV, famosos e entretenimento desde 2011.

A atenção nos detalhes é o que nos faz prosperar.

Next post

Agora Neymar vem? Barcelona encabeça lista dos mais ricos de mundo: R$ 3,8 bi

Flamengo tenta craque do Benfica, de Portugal