in

Jorge Jesus se declara: ‘carinho da torcida vale mais que dinheiro’

FOX Sports

O treinador português Jorge Jesus já foi condecorado pelo Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa. O treinador do Flamengo recebeu a Ordem Infante D. Henrique, como reconhecimento por seu trabalho sensacional no Flamengo, durante esses últimos meses. Em uma merecida homenagem, o treinador, de 65 anos de idade, se mostrou reconhecido e até emocionado, quando ele recordou como sua vida mudou desde que ele chegou no Rio de Janeiro.

Jorge Jesus homenageado em Portugal

O Presidente da República recebeu o treinador português essa segunda-feira, em Lisboa, aproveitando que Jorge Jesus está na cidade, de férias. Porém, em janeiro, o treinador deve retornar no Brasil, ele que tem contrato com o Flamengo até junho de 2020. 

Claro que o sonho de todos os torcedores do time carioca é que ele continue por muito mais tempo. Afinal, sua estreia foi incrível. Com Jorge Jesus, o Flamengo ganhou Copa dos Libertadores e campeonato do Brasil, dois títulos muito importantes e que colocam o treinador português e sua equipe técnica na “história do Brasil”, como o treinador falou durante essa homenagem. 

Publicidade

“Nós não descobrimos o Brasil, foi Pedro Álvares Cabral, também não fui eu que dei a independência, foi D. Pedro. Nós conquistámos dois títulos e vamos ficar na história do Brasil, vamos ficar ligados para sempre à nação do Brasil, a um clube com 50 milhões de adeptos”, falou Jorge Jesus, sabendo bem de como foi importante suas conquistas para o futebol do Flamengo.

Treinador deve continuar no Flamengo

Uma história que reconhece o treinador agora, no presente, mas que Jorge Jesus acredita que será lembrada no futuro, também. “Em 50 anos vão dizer que foi um português que ganhou a Libertadores e um campeonato no Brasil”, lembrou ainda Jorge Jesus, que não poderia estar mais satisfeito com sua estreia no futebol brasileiro, onde falou ter sido sempre bem tratado e bem recebido. 

Jorge Jesus falou muito bem sobre o Brasil, mas especialmente sobre a torcida do Flamengo, que o vem acarinhando muito, um carinho que o treinador acredita estar fazendo a diferença em suas escolhas futuras. “Não estava acostumado a ter um estádio com 70 mil gritando meu nome. Sou muito acarinhado. Tudo isso pode influenciar bem mais que qualquer questão financeira”, falou o treinador português, deixando entender, novamente, que ele deve renovar seu contrato com o Flamengo. O amor da torcida carioca vai fazer essa diferença. 

Next post

Gabigol e a prova de amor ao Flamengo mesmo nas férias

Santos: Jesualdo Ferreira quer levar astro português e fãs deliram